Tipos de recrutamento: A constante busca por talentos

Tipos de Recrutamento: A constante busca por talentos

Em um mundo em constante mudança, a busca por profissionais talentosos para preencher as vagas em aberto de uma empresa é uma tarefa importante.

Decerto que a arte de selecionar as pessoas através dos tipos de recrutamento é uma das chave para as empresas que querem ter uma alta performance, afinal empresas são formadas de pessoas, certo?

Nesse sentido, existem alguns tipos de recrutamento que são normalmente utilizados nas empresas, e cada forma de selecionar profissionais deve buscar encaixar bem com os requisitos das vagas.

Considerando que existem muitos perfis de pessoas, habilidades necessárias e vagas nas organizações, o grande desafio é unir esses fatores e encontrar o melhor perfil para cada vaga.

Dessa maneira, alguns cargos exigem maior nível técnico em determinados assuntos, outros, por outro lado, demandam competências mais gerais.

Sob o mesmo ponto de vista, entre as vantagens de saber selecionar bem os candidatos, você pode observar:

  1. A possibilidade de reduzir gastos com rotatividade;
  2. Chance de atrair os profissionais certos para as vagas;
  3. E a boa alocação dos profissionais.

Ademais, ao conhecer a  importância de um bom recrutamento, assim como as suas vantagens, é bacana que você seja apresentado a algumas formas de fazer esse tipo de seleção.

Entre as opções, os 4 principais tipos de recrutamento são:

  • Recrutamento Externo: Um dos processos mais comuns e geralmente utilizado para selecionar profissionais no início de carreira, ou quando há a necessidade de buscar cargos específicos fora das Organizações.
  • Recrutamento Interno: Feito para os profissionais da própria empresa, e pode ser feito de diversas formas.
  • Recrutamento Misto: Envolve candidatos internos e externos, possuindo concorrência das duas partes.
  • Recrutamento Às Cegas: Baseado em competências técnicas e comportamentais e geralmente é mais imparcial possível, evitando até mesmo acesso aos dados pessoais dos candidatos.

Nesse sentido, é importante ressaltar que todos os processos precisam passar por muita transparência e ética do início ao fim para evitar qualquer conflito dentro do ambiente de trabalho.

Momento de contratar

Agora se falando desse  ponto, adivinhe: é necessário planejamento desde a hora de divulgar, definir os critérios, perfis e requisitos das vagas, até a hora de contratar.

Além disso, mecanismos bastante utilizados são as ferramentas de seleção online, em que por meio das plataformas digitais são publicadas e armazenadas os potenciais candidatos.

Para as ferramentas digitais de seleção, existem plataformas de entrevistas online, testes diversos, redes sociais como o LinkedIn e mecanismos de busca por palavras-chave.

Outro exemplo é o uso cada vez mais constante Inteligência Artificial aplicado na área de recrutamento, em que são selecionadas as vagas que correspondem ao anseio e perfil dos candidatos.

Você sabia que o LinkedIn possui mais de 500 milhões de usuários?

A saber, essa é uma excelente ferramenta de networking, anúncio e seleção de vagas em todo mundo.

Desde os modelos mais formais até os modelos mais informais, a criatividade ao fazer um recrutamento tem sido cada vez maior e a inovação vem só aumentando.

Seja por indicação, por um processo padronizado, por concorrência, por desempenho, por parâmetros mais técnicos ou por dinâmicas de grupos, o importante é fazer uma boa seleção.

Afinal, conhecer bem os tipos de recrutamento e achar o candidato ideal para uma vaga é o objetivo de toda empresa que quer se desenvolver.

E lembre-se que estaremos sempre aqui para te ajudar em seus projetos!

Até a próxima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *