Retenção de talentos – Manter os funcionários motivados

Retenção de talentos – Manter os funcionários motivados

Tão importante quanto contratar as pessoas certas, é pensar em ações para a retenção de talentos da empresa.

O pedido de demissão pode partir do funcionário, mas caso aconteça, pode ser que a empresa tenha negligenciado nas estratégias de retenção de talentos.

A retenção de talentos é o conjunto de ações adotadas pela empresa, a fim de manter os colaboradores na organização, de forma que estejam motivados e produtivos.

Em geral, as principais medidas são desenvolvidas pelo departamento de Recursos Humanos (RH), mas também são de responsabilidade dos demais gestores.

A saída de um colaborador, além de gerar perda de capital intelectual, resulta em custo financeiro para a empresa.

Afinal, além dos custos de demissão, será necessário investir na admissão e treinamento de um novo contratado.

Talvez você esteja pensando que para manter um empregado, basta oferecer uma remuneração bastante atrativa, certo?

Bom, não é bem assim.

Muitas pessoas, além de uma remuneração adequada, buscam um excelente ambiente de trabalho, qualidade de vida, um horário mais flexível etc.

Inclusive, muitos estão dispostos a trabalhar com um salário abaixo de suas expectativas por um momento, desde que haja um plano de carreira.

Como atender as expectativas dos colaboradores?

Como citamos, são diversos os fatores que motivam as pessoas a continuarem em uma empresa.

Por isso, listamos alguns itens que merecem atenção.

  • Plano de carreira
  • Ambiente de trabalho
  • Remuneração
  • Capacitação
  • Feedbacks
  • Autonomia

O processo de retenção, na verdade, começa durante o recrutamento e seleção do candidato.

Neste momento, cabe ao recrutador perguntar sobre as expectativas do entrevistado, e entender se os seus valores estão alinhados aos da empresa.

Caso não estejam alinhados, é pouco provável que a relação profissional seja duradoura.

Uma vez contratado, o novo funcionário deve receber um adequado processo de ambientação, se sentindo parte da equipe, além de bem recebido por todos.

Em seguida, o processo de treinamento e desenvolvimento, pois o sucesso da empresa depende diretamente da qualidade da equipe.

A constante capacitação é essencial para manter a empresa atrativa para o empregado, proporcionando o sentimento de constante evolução.

Afinal, você certamente já ouviu declarações de pessoas que deixaram seus postos em busca de novos desafios.

Não tenha medo de treinar e dar novas responsabilidades e autonomia ao funcionário.

Aliás, a evolução é um constante processo de tentativa, erro e aprendizado.

Importância de um bom plano de carreira

Para manter a motivação da equipe, também é necessário que haja um plano de carreira, com claros critérios para promoção.

Uma vez que estes critérios sejam alcançados, e o colaborador entregue resultados consistentes, o reconhecimento é necessário.

Neste momento, o caminho natural seria a promoção do funcionário.

Contudo, caso não haja uma vaga disponível no momento, não deixe de dar um feedback honesto, mantendo-o motivado, pois a hora dele irá chegar.

Ademais, por falar em promoção, o recrutamento interno é uma excelente alternativa de motivação.

Além de proporcionar oportunidades a quem já faz parte da empresa, este modelo de recrutamento tende a ser mais ágil e com menor custo.

Contratando pessoas com valores alinhados, oferecendo capacitação, dando oportunidades e valorizando, você certamente reduzirá a saída de pessoas.

Não esqueça que uma alta rotatividade (turnover) de funcionários, além de prejudicar a produtividade, gera custos para a empresa.

Além disso, um local com pessoas satisfeitas, onde todos querem trabalhar, também é excelente para a imagem da empresa.

E aí, gostou do conteúdo sobre retenção de talentos? Esperamos que sim!

Conte conosco para continuar se desenvolvendo.

Até mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *