Quais as principais habilidades que você precisa desenvolver para ter sucesso no seu negócio?

Controle financeiro, planejamento e capacitação são algumas das ações que empreendedores precisam colocar em prática

De acordo com o Sebrae, a principal razão ligada à falência das empresas é a falta de um planejamento adequado. Para fazer a sua empresa girar você precisa estar atento a vários fatores, como um plano de negócios detalhado. Trata-se de um documento fundamental para planejar o futuro da empresa, no qual você vai precisar definir qual a sua estratégia para criar uma vantagem competitiva, qual o perfil do seu cliente e qual o seu fluxo de caixa, para citar apenas alguns exemplos (saiba aqui como fazer o seu plano de negócios).

Crédito: nattanan/ pixabay

Há, no entanto, vários outros fatores envolvidos nas histórias de empresas de sucesso. Veja as principais:

Conhecer o seu mercado

Procure sempre estar informado sobre o seu mercado de atuação, seus clientes, concorrentes e fornecedores. Isso pode ser feito por meio de coleta de informações e pesquisas de mercado. O empreendedor que conhece o seu mercado, tem mais condições de aproveitar as oportunidades, tem a possibilidade de se antecipar às tendências e se preparar para as ameaças.

Capacitar-se para gerir o negócio

Quem quer ter sucesso em seu empreendimento precisa de capacitação permanente. O SEBRAE (https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae) é um ótimo exemplo de onde procurar ajuda. Lá é possível encontrar diversos cursos (presenciais e online) para melhorar o conhecimento e se manter atualizado. 

Manter o capital de giro

O capital de giro é uma espécie de “colchão” que a empresa necessita para garantir um bom fluxo de caixa e continuar funcionando. Ou seja, é o valor que a empresa tem para custear e manter suas despesas operacionais do dia a dia. O gerenciamento do capital de giro é de extrema importância, pois é ele que vai permitir que a empresa mantenha sua existência, mesmo quando não está gerando lucros, sem recorrer a empréstimos em bancos, por exemplo. 

Não misturar o caixa da empresa com as finanças pessoais

Parece óbvio, mas a verdade é que esse é um erro comum entre muitos empreendedores. Misturar as contas pessoais com as da empresa acaba por maquiar os resultados operacionais, o que funciona como um pontapé para o fracasso do negócio. Por isso, a primeira medida é manter contas separadas. Isso evita, pro exemplo, que o empreendedor acabe utilizando o limite de crédito ou os cheques da empresa para pagar suas despesas pessoais e posteriormente acabe atrasando uma conta empresarial por falta de receita.

créditos: Shutterbug75/ Pixabay

Calcular corretamente a precificação e a margem de lucro 

Nem todo empreendedor sabe o custo de produção de determinado produto. É nessa hora que o sucesso do negócio está ameaçado, pois a informação é fundamental para calcular qual a margem de lucro ideal, de forma a não lhe causar prejuízos. 

Tornar-se competitivo

Se você quer se diferenciar, não pode oferecer o mesmo que seus concorrentes. Pense em como atrair os seus clientes, o que inclui estudar o seu perfil para entender quais serviços, facilidades e experiências poderão atrai-lo. 

Empresas de sucesso ouvem o que o cliente tem a dizer

Cuidar da satisfação do cliente

Créditos: Pressmaster/Envato

Não importa se sua empresa é pequena, média ou grande. Ouvir o que o cliente tem a dizer é imprescindível. Se você não tiver atento à satisfação de seus clientes, provavelmente vai perdê-los, sem sequer saber o motivo. Uma simples pesquisa de satisfação pode ajudá-lo a encontrar pontos de melhoria e a fidelizar os clientes. 

Ser persistente

Diferente da teimosia, a persistência é necessária para que se tenha metas e objetivos bem definidos. Pessoas com persistência desenvolvem a habilidade de enfrentar obstáculos para alcançar o sucesso. Isso faz com que não desistam no primeiro obstáculo e busquem resolver os problemas para continuar em busca de seus objetivos. 

Gerenciar os riscos

Inovação não acontece se você não aceitar o risco de que sua empresa pode falhar. Por outro lado, com o tempo você vai aprender a reconhecer quais riscos valem a pena e de quais você deve se afastar. Aqueles que assumem riscos já têm uma vantagem competitiva, pois a maioria das pessoas tende a evitá-los.  

Não centralizar todas as funções

Esse é outro erro bastante comum. O empreendedor que faz questão de tomar todas as decisões, faz com que a empresa não funcione na sua ausência. Consequentemente, ela está impedida de crescer. Identificar os perfis dos colaboradores e criar um plano de desenvolvimento individual é uma boa forma de evitar o problema. Outras formas são delegar responsabilidades e autoridade, assim como compartilhar informações e definir objetivos. 

Tomar precauções em relação à sociedade

Não são poucas as empresas que acabam por desentendimento entre sócios. Para que a ideia tenha chance de êxito, opte por critérios objetivos na escolha do parceiro (como expectativas e valores éticos alinhados ao seu) e formalize acordo em cartório. Isso evitará enormes dores de cabeça, caso a sociedade não dê mais certo no futuro. 

Por exemplo, se você sabe que não se encaixa no molde do típico empreendedor, descubra como melhor se encaixar e limite o seu risco de ser ignorado por ser diferente.

Esperamos que essas informações tenham feito diferença para você e para o andamento do seu negócio. Se você gostou desse conteúdo, compartilhe e continue acompanhando os conteúdos ADF.

Por Keila Baraçal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *