Plano de ação: Se planejar para chegar no objetivo

Plano de ação: Se planejar para chegar no objetivo

Você já deve ter ouvido falar sobre a importância de um plano de ação, não é mesmo?

Nesse sentido, é bem comum ouvir o termo plano de ação nas discussões e reuniões das empresas, já que é preciso listar tudo que foi conversado em algum lugar.

Esclarecendo melhor, o plano de ação empresarial nada mais é do que a lista de atividades que precisam ser feitas, e seus respectivos prazos de execução para chegar a um objetivo final.

Sem dúvidas, o tema ganhou bastante destaque no mundo corporativo, afinal sem um plano assertivo dificilmente acertaremos o alvo.

Mas você sabe como fazer isso?

Decerto que o primeiro passo é saber como montar o seu plano.

Como começar a montar seu plano de ação?

Em síntese, para montar o seu plano de ação, você deve pontuar todas as condutas necessárias para o cumprimento da meta que você e seu time estipularam.

Entretanto, não esqueça de pensar também nos meios e prazos para o cumprimento dessas ações.

A saber, existem muitas formas e ferramentas para montar esses mecanismos de maneira satisfatória.

No entanto, o que você precisa ter como certo é que seu plano deve ser prático e claro.

Só para ilustrar isso você pode utilizar planilhas, ferramentas digitais, apps, lista de atividades, softwares e-mails, e até uma folha de papel para começar a fazer o seu planejamento.

Inegavelmente, o importante mesmo é elencar o seu plano de maneira assertiva com os envolvidos, e cumprir cada item, verificando os objetivos e resultados esperados.

Abaixo seguem as principais ferramentas para montar o seu!

Principais Métodos e Ferramentas ao montar o plano

Uma das ferramentas mais conhecidas se chama 5W2H, em que através de determinadas perguntas, você consegue traçar um bom planejamento.

A seguir você vai encontrar uma lista com os questionamentos que precisam ser respondidos:

  • O que precisa ser feito?
  • Por que precisa ser feito?
  • Onde será feito?
  • Quando será feito?
  • Quem o fará?
  • Como será feito?
  • Quanto custará?

Esses itens podem ser preenchidos em colunas em uma planilha, e é possível encontrar modelos prontos para aplicar essas ferramentas de maneira ainda mais simples.

Para casos mais complexos, contudo, é possível criar seu planejamento por meio de um projeto.

Então basta que você acompanhe sua execução através de cronogramas.

Lembre-se de delegar as tarefas para as pessoas certas, isso certamente vai otimizar todo o processo.

Outro item que não pode ficar de fora na hora de se planejar, são os métodos de melhoria contínua, com destaque para o PDCA.

Analogamente, essa é uma ferramenta mundialmente conhecida composta por 4 etapas: Planejamento, execução, verificação e correção.

Esse método é eficiente por justamente acompanhar todas as fases do plano e trazer melhorias e aprendizados constantes ao seu plano.

Além desses, metodologias ágeis vem ganhando muito espaço como o Kanban, em que é possível traçar e acompanhar de maneira rápida e visual suas tarefas.

Resumindo, seguem abaixo os principais métodos e ferramentas conhecidas no tema:

  • 5W2H: traduzido do inglês, representando os 5W – O quê?; Por que?; Quem?; Quando? e Onde?
  • PDCA: Planejar, Executar, Verificar e Corrigir.
  • Planilhas de Controle e Preenchimento
  • Sistemas de Gestão de Projetos como MS Project e outros.
  • Metodologias Ágeis: Kanban, Scrum e outros.

Pontos de atenção

Todavia, jamais se esqueça que além do plano, você deve ser consistente no controle da execução, e em todas as etapas do processo.

Afinal, seu plano só vai ser bem-sucedido quando for bem executado.

Assim como um bom plano de ação é importante, a inteligência envolvida na gestão, controle e delegação das atividades também é essencial.

Tendo dito isso, conte sempre conosco na execução de seus projetos.

Até mais.

Deixe seu comentário