Como montar currículos bem estruturados

Você já ficou em dúvida na hora de montar currículos?

Decerto que entregar currículos é a primeira etapa para conseguir um bom emprego, por isso saber como montar currículos é tão importante.

A saber, esses documentos sintetizam toda a experiência profissional de alguém. Assim, se você tem dúvidas sobre como montar currículos, certamente veio ao lugar certo.

Embora muitas pessoas possam não saber, muita gente é descartada em processos seletivos em detrimento de seus currículos.

Em alguns casos eles têm muita informação, em outros acontece exatamente o contrário.

Diante disso, o que eu acredito que mais dá certo nessas horas é ter bom senso.

Afinal, não adianta muito possuir toda experiência do mundo se você não souber como colocar essas referências no papel de forma clara e coesa, certo?

Analogamente, também preciso ressaltar que currículos perfeitos não existem.

Isso acontece principalmente porque as pessoas são diferentes.

Então, cada recrutador que for te avaliar pode olhar para o seu CV e ter uma opinião diferente sobre ele.

Contudo, existem alguns pontos que você pode seguir para que ele fique o mais satisfatório possível.

Quer algumas dicas de como fazer isso?

Vamos lá.

Montar currículos: primeiro passo

Em primeiro lugar, saiba que não é legal ter um currículo genérico que você envie para todas as empresas.

Nesse sentido, cada empresa é diferente e possui uma dinâmica, então primeiramente conheça o lugar para qual você vai enviar o documento.

Assim, você vai saber quais das informações que você possui mais combinam com a empresa e com a vaga.

Em seguida, não se esqueça que mentira no currículo é uma tremenda bola fora.

Portanto, fuja disso.

Em segundo lugar, tenha em mente que você deve dar certa atenção à estruturação e ao design do seu documento, uma vez que ele precisa se diferenciar entre os outros.

Então, procure sempre o equilíbrio.

Surpreendentemente, há pessoas que pensam que precisam escrever muito para serem notadas, contudo, isso não é verdade.

Se as informações não forem relevantes, elas só vão ser excesso desnecessário.

Dados pessoais

Na hora de preencher suas informações pessoais, tenha cautela.

De fato, em muitos casos o recrutador não precisa saber de muitos dos seus dados.

Nesse momento, se restrinja a colocar:

  • Seu nome;
  • Melhor e-mail;
  • Endereço;
  • Telefone para contato.

Tendo feito isso, categorize em que área de atuação você atua.

Identifique sua formação

Descreva brevemente o curso que você fez na faculdade, e se for o caso descreva também mestrados ou pós-graduações.

Sob o mesmo ponto de vista, não se esqueça de mencionar a Instituição na qual você realizou os cursos e o período.

Da mesma forma, em seguida, realize uma síntese das suas aptidões.

Logo depois de fazer isso, é o momento de relatar as suas experiências profissionais.

Por conseguinte, elas precisam estar dispostas das mais atuais para as mais passadas.

Assim, escreva:

  • Empreendimento em que você trabalhou ( e o tempo que permaneceu ali).
  • Identifique qual era o cargo que você possuía no local.
  • Anote suas principais funções no negócio.

Por fim, se tiver algum curso ou atividade extra, como intercâmbios, adicione no final do seu documento.

Gostou das breves dicas de como montar currículos?

Conte sempre conosco para se desenvolver.

Até mais.

Deixe seu comentário