Microempreendedor: 5 conselhos que todo mei deve saber

Microempreendedor: 5 conselhos que todo mei deve saber

A princípio você é ou conhece algum microempreendedor?

Sabe o que significa ser mei ou tem algumas dúvidas sobre o assunto?

Então esse texto é para você.

Em primeiro lugar mei é a sigla para microempreendedor individual.

Em outras palavras, essa é uma categoria de empresa que o governo criou para incentivar as pessoas a se formalizarem no mercado de trabalho.

Semelhantemente, é um tipo de empresa pequena, que fatura atualmente até R$ 80.000 por ano.

Entretanto, tem CNPJ, assim como certas obrigações: que não pesam muito no bolso do empreendedor.

Decerto que autônomos podem ter vantagens em se tornarem microempreendedores, e formalizarem seus negócios.

Um desses benefícios se relaciona a tributação: como pessoa física existe uma tributação muito maior.

Se você quer se tornar um microempreendedor, aqui vão algumas dicas:

Muitos microempreendedores tem dúvidas sobre imposto de renda.

Assim, vamos sanar de uma vez por todas esse questionamento.

Apesar de ser uma pessoa, como microempreendedor, você tem um  CNPJ.

A saber, você tem uma obrigação e precisa arcar com as suas responsabilidades.

Então, sim, é necessário pagar imposto de renda.

Analogamente a questão do CNPJ, é preciso que você entenda:  você e a sua empresa não são a mesma coisa.

Isso existe de tal forma que você tem o seu CPF, e a sua empresa tem o CNPJ dela.

Então o que você fatura como microempreendedor deve ser cobrado dentro do mei.

Eventualmente para a receita, você não pode usar o dinheiro que consegue enquanto mei como rendimentos para pessoa física.

Ademais, se você usar benefícios da sua empresa na pessoa física, então precisará pagar impostos na pessoa física.

Ou seja, pagará impostos duas vezes.

Para evitar que isso aconteça, todavia, é possível fazer algo.

  1. Você precisa provar que a sua empresa teve aquele valor em lucro;
  2. Depois tem que declarar no IRPF o lucro do seu mei;
  3. Finalmente o que sobrar dos custos, pode ficar para você.
  4. Contrate um contador para provar que o valor encontrado foi de fato o seu lucro, pois a Receita Federal só aceita dados certificados por um.

Aposentadoria e direitos trabalhistas

Sobre aposentaria, quando você é microempreendedor você fica assegurado pelo INSS.

Isto é, ao pagar a guia do mei, você tem todos os direitos do INSS.

O que é muito interessante lembrar é que o valor do benefício é calculado em cima de um salário mínimo.

Já se falando em direitos trabalhistas, por outro lado, é importante dizer que um microempreendedor não os possui.

Isso acontece porque estamos falando de uma empresa, de um CNPJ, não de uma pessoa física.

Ainda tenho mais uma dica para você…

E essa é muito importante.

Se você faturar mais de R$ 81000 em um ano, você precisa subir de categoria.

Ou seja, você não pode mais ser um microempreendedor.

Contudo, caso você ultrapasse até 20% dos R$ 81000, você pode pagar o estouro como Simples.

E a partir do próximo ano você não é mais mei.

Porém, se você estourar mais que 20%, você precisará pagar tudo com multa e juros.

Gostou das dicas? Esperamos que sim!

Conte com toda nossa equipe para te ajudar na sua jornada.

Até a próxima e boa sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *