Mentor – Importância da mentoria e como estruturar

Entre todas as perguntas que recebemos diariamente aqui no ADF, uma das mais comuns é sobre o papel do mentor, e suas funções.

Em conformidade com a maioria das pessoas, você já teve alguma dúvida sobre o significado do que é ter um mentor? Caso sua resposta tenho sido positiva, creio que poderemos te ajudar através desse texto.

Em primeiro lugar, saiba que o mentor é uma pessoa que ensina, apoia e influencia outras a conquistarem os próprios objetivos. Nesse sentido, é interessante pontuar que ele pode escolher os indivíduos que vai ajudar ou ser escolhido por eles( e isso pode acontecer de forma direta ou indireta).

Por outro lado, é válido ressaltar que no cenário em que vivemos todos podem ser mentores.

De fato, para ensinar algo, basta ter alguém disposto a aprender.

Por certo que isso é ótimo, mas nos atenta a necessidade de filtrar toda e qualquer informação que venhamos a receber.

Então, anote: escute, filtre e aprenda o que for bom.

Combinado?

Seja como for, não posso deixar de falar para você sobre as funções que alguém nesse papel acaba desempenhando.

Algumas delas estão listadas a seguir, você pode conferir logo abaixo.

Funções de um mentor

Em suma, quando esse processo acontece de maneira direta, isto é, quando você procura alguém pessoalmente para fazer dela um mentor, a pessoa que irá acompanhar você terá certas tarefas que podem ser previamente definidas.

De forma geral, elas se resumem em:

  1. Identificar e escolher o mentorado certo
  2. Conversar e identificar exatamente qual é o objetivo da pessoa que ela se propôs a ajudar
  3. Fornecer dicas e direções que auxiliem o indivíduo em questão a conquistar seus propósitos.

Diante disso, talvez provavelmente você esteja se perguntando sobre a necessidade e até importância da mentoria agora.

Em contrapartida, pode ser que você queira saber em que um processo de mentoring acrescentaria na sua vida.

Sob esse ponto de vista, é provável que você já tenha passado por momentos complicados na sua caminhada, certo?

Provável? Desculpe. Uso equivocado da palavra.

Melhor dizer que com certeza você já vivenciou esses momentos, afinal, é isso que nós fazemos todos os dias, sobrevivemos à adversidades, concorda?

Do mesmo modo, imagino que em diversas ocasiões, na sua empresa, ambiente de trabalho, sociedade, equipe, você já não soube o que fazer ou que caminho seguir – mesmo que por alguns instantes.

Analogamente, diante de situações como as expostas acima, a importância de um processo de mentoring reside em te fornecer direcionamento e clareza para sair dessas circunstâncias.

Como estruturar

Para estruturar uma mentoria e aproveitá-la da melhor maneira possível, você pode seguir a seguinte estrutura:

  1. Saiba quais são os seus objetivos, e para isso desenvolva seu autoconhecimento.
  2. Escolha alguém para te acompanhar e desempenhar essa função de acordo com os seus objetivos.
  3. Tenham encontros estruturados, pautados, com horário de início e término.
  4. Sempre analise e pense no que aprendeu durante o tempo de mentoria.
  5. Faça follow ups periódicos.

Gostou das dicas? Esperamos que sim, boa sorte na busca pelo seu mentor.

Esteja certo que estamos aqui para o que der e vier.

Até a próxima.

Bernardo Rezende

Bernardinho é o maior medalhista olímpico do Brasil e referência nacional em gestão de equipes de alta performance e liderança. Economista de formação, atualmente é empreendedor, palestrante e sócio do Além da Facul.

Deixe seu comentário