Liderança autocrática: Vantagens e desvantagens

Liderança autocrática: Vantagens e desvantagens

Você pode estar vivendo uma liderança autocrática sem saber.

A liderança autocrática é um tipo de liderança que caracteriza pessoas que sempre têm a palavra final sobre todas as decisões.

Além disso, indivíduos que exercem uma liderança autocrática também possuem bastante dificuldade em ouvir outras pessoas, e diferentes pontos de vista.

Então se costuma receber esse tipo de feedback nas suas reuniões e questionários, ligue um alerta.

Ser autoritário pode te prejudicar de incontáveis maneiras.

Da mesma forma, não se esqueça que bons líderes podem nascer de espaços em que a troca mútua e colaboração estão presentes.

No modelo autocrático, é comum que uma única pessoa seja responsável por tomar todas as decisões.

Ou seja, se viver nesse tipo de cenário, você definirá as estratégias de trabalho e responderá pelos resultados, mesmo que eles tenham sido conquistados com ajuda de outras pessoas.

A pergunta que você precisa se fazer é se vale a pena adotar esse tipo de gestão na sua empresa.

Afinal, esse é um modelo vertical, e isso pode dificultar um pouco seu relacionamento com os outros membros da organização.

Pode acontecer dos seus funcionários se sentirem desvalorizados por não possuírem nenhuma voz ou relevância sobre os processos internos.

Em suma, trabalham para obedecer ordens, e têm pouca participação na administração de ideias, e escassa autonomia no desenvolvimento do seu trabalho.

Aqui a negociação não tem muita vez, o que pode não ser encarado positivamente por alguns profissionais.

Liderança autocrática: quais são os benefícios desse modelo?

Antes de mais nada precisamos pontuar o seguinte: cada pessoa tem uma maneira individual de trabalhar.

Assim, é claro que a liderança autocrática pode funcionar para alguns indivíduos.

Nesse sentido, optar por esse tipo de gestão depende do seu perfil profissional, e da natureza das atividades que seu time precisará desempenhar.

Se seus funcionários ainda não forem experientes e qualificados, por exemplo, essa é uma maneira de aumentar a produtividade do trabalho.

Uma vez que você vai acompanhar a execução das tarefas de perto, será mais simples enxergar o desempenho de cada colaborador de forma individualizada.

Além disso, ter posturas mais centralizadoras pode diminuir as chances de pessoas da equipe se desviarem do propósito e dos valores em que a empresa se fundamenta.

No entanto, o modelo também pode apresentar algumas desvantagens que precisam ser colocadas em xeque.

Por exemplo, vamos supor que sua empresa tem muitos funcionários inexperientes, e isso te direcionou a adotar um comportamento centralizador no dizente a tomar decisões, e definir estratégias.

Porém, algo acontece e você precisa se ausentar do negócio por algumas semanas.

Como toda equipe é muito dependente de você, o pior acontece e todos enfrentam problemas para ter um desempenho satisfatório na sua ausência.

Além disso, nota que muitos dos seus colaboradores começam a demonstrar menos interesse no desenvolvimento do negócio, uma vez que se sentem desvalorizados e desmotivados com o trabalho que realizam.

Isso pode te atrapalhar a reter talentos, o que impacta diretamente sua produtividade.

Dito isso, qual é a sua opinião sobre a liderança autocrática?

Conte conosco se quer ser um líder melhor.

Até mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *