Freela – Como funciona e por que você deve investir

Você sabia que muita gente comenta por aí que trabalhar de freela, melhora a qualidade de vida?

Embora esse não deva ser seu único motivo para escolher se tornar um freela, essa carreira tem crescido bastante nos últimos anos também em detrimento disso.

Ser um profissional autônomo que trabalha em diferentes negócios pode ter muitas vantagens, e a prova viva dessa realidade é que mais da metade dos freelas brasileiros prefere permanecer realizando suas atividades, ao ingressar em uma carreira tradicional.

É fato que a internet é um excelente mecanismo para quem tem interesse em se desenvolver no mercado.

Ali oportunidades não faltam.

Ademais, o benefício de conseguir flexibilizar agenda e horários, também é outro fator de encher os olhos.

Fora isso, nem preciso falar que ao trabalhar como freelancer você pode trabalhar onde estiver e fazer apenas o que sente vontade e ver sentido.

Muito embora essa seja a profissão certa para muitas pessoas, pode ser que não seja a melhor opção para você.

Então, resolvi escrever este texto e te explicar um pouco do que você precisa saber antes de se aventurar neste universo.

Freela – O que são, onde vivem e do que se alimentam

Saiba que essa é uma pessoa que trabalha de maneira autônoma, e que oferece seu trabalho para empreendimentos ou pessoas físicas, diante do pagamento de uma quantia que ele mesmo define.

Essas pessoas não têm vínculo empregatício, e por causa disso, é comum que trabalhem para diferentes empresas ao mesmo tempo.

Nesse sentido, é possível ser um freelancer, e receber muito bem.

Mas nada é garantido.

O que você precisa para trabalhar como freelancer?

Antes de qualquer coisa, é necessário que você desenvolva alguma capacidade que consiga ofertar aos seus clientes.

Em conjunto com esse serviço, acham-se outros fatores que devem ser considerados.

  • Tenha um plano de negócio
  • Estruture táticas de marketing
  • Estabeleça qual é o seu nicho de mercado, bem como qual é o seu público-alvo
  • Monte um portfólio
  • Use bem suas redes sociais para promover seu trabalho

E não…

Você não necessariamente precisa de um diploma para se dar bem nessa profissão, pelo menos na maioria dos casos.

O que vai te diferenciar mesmo é a sua vontade, disciplina e esforço em fazer as coisas acontecerem.

Além disso, sempre vale a dica de investir no seu marketing pessoal e no bom e velho networking de sempre.

Sério, ele é essencial e necessário para absolutamente todas as áreas.

Por que ser freelancer e por que não ser?

Como eu já te disse no início do texto, trabalhar como freela tem sim uma série de vantagens.

Para começar, você vai ter mais liberdade e autonomia para trabalhar e estabelecer sua rotina.

Isso é maravilhoso para algumas pessoas.

Tudo bem se você começar a trabalhar mais tarde, ninguém vai te impedir.

Desde que o trabalho seja entregue no prazo e com a qualidade esperada, tudo bem.

Outro tremendo benefício é que como freelancer, você pode ganhar mais pelas suas produções.

Em outras palavras, suas horas trabalhadas valem mais do que quando seu salário é sempre o mesmo todos os meses.

Quanto mais produção, mais dinheiro.

Por outro lado, a falta de estabilidade pode ser uma tremenda desvantagem para muita gente.

Afinal, as contas vão vir independente de quanto você tenha produzido, e essa incerteza certamente assusta.

A falta de direitos trabalhistas também é outra inconveniência da profissão.

Contudo, quem escolhe seguir como freela normalmente enxerga mais vantagens que prejuízos na carreira.

Eu espero que você tenha gostado, e que saiba que sempre pode contar conosco para se desenvolver.

Até mais.

Deixe seu comentário