Fazer mapa mental: Veja como isso pode te ajudar

Fazer mapa mental: Veja como isso pode te ajudar

Você sabe como fazer mapa mental e como isso pode te ajudar a organizar seus estudos e até aumentar seus resultados?

A saber, ao fazer mapa mental você consegue interligar os assuntos que você estiver estudando, e até melhorar a sua memória. Legal, né?

Mas antes de qualquer coisa, é bem importante que você saiba que mapas mentais são estratégias em que as pessoas fazem sínteses bastante organizadas dos assuntos que estão estudando, utilizando para isso vários mecanismos, como cores diferentes e setas.

Além disso, eles podem existir em formato de fichas de estudo e certamente vão te ajudar a enxergar a temática que você quer estudar de uma forma mais ampla.

Semelhantemente, também vão te auxiliar a gravar as partes mais significativas do seu conteúdo.

Se você ficou interessado em entender mais sobre esse artifício, e quer saber como estruturar o seu, continue lendo o texto.

Razões para começar a utilizar:

Existem várias vantagens em começar a utilizar mapas mentais.

Além de serem práticos e te ajudarem na organização dos assuntos, eles podem te auxiliar a lembrar daqueles conteúdos mais complexos.

Similarmente, fica muito mais simples fazer conexões e associações entre os tópicos que você já estudou.

Só não esqueça que eles não podem ser sua única fonte de estudo.

De fato, mapas mentais são complementações, não a base de um bom plano de estudo.

Fazer mapa mental – Dicas práticas

Com toda a certeza, não existe jeito certo para fazer mapa mental perfeito.

Dessa forma, o que eu quero fazer aqui é te propor alguns caminhos, e a partir deles você pode ponderar sobre o que funciona, e sobre o que não funciona para você.

Em síntese , normalmente a primeira coisa que você vai precisar é de um espaço em branco.

Pode ser uma folha ou a tela do seu computador, por exemplo.

Depende do seu estilo.

Em seguida, posicione o ponto principal no centro, e a começar dele, elabore figuras, diagramas e esquemas que tornem mais clara a informação que você precisa transmitir, aprender ou fixar.

Por exemplo, vamos supor que você resolva estruturar um mapa mental sobre liderança.

Nesse sentido, seria interessante colocar a palavra liderança no meio do seu resumo, com uma grafia diferente, e cores vibrantes.

Em seguida, é hora de pensar nos outros fatores que irão compor o seu resumo:

  • Quais cores ele vai ter;
  • Que tipo de balões ele pode conter;
  • Quais são as formas mais interessantes?
  • Pense nas palavras-chave;
  • Analise quais são as informações que definitivamente não podem faltar no seu mapa mental.

Se você quiser criar seus resumos na web…

Como eu disse anteriormente, você pode fazer mapa mental no papel, todavia também pode escolher outras maneiras de estruturá-lo.

Inegavelmente, hoje muitas pessoas utilizam aplicativos e ferramentas presentes na internet para tornar essa tarefa mais fácil.

Pensando nisso, separei algumas plataformas para você se aventurar depois que acabar a sua leitura:

  • Canva
  • Mindmeister
  • Coggle

Surpreendentemente em todas essas ferramentas existem versões gratuitas, então que tal arriscar e começar agora mesmo a pensar em como escrever resumos?

Espero que você não deixe de fazer mapa mental durante seus estudos e na preparação de seus projetos.

E se quiser se desenvolver com a gente, ficaremos felizes em tê-lo conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *