Falir: Como reverter essa situação e salvar sua empresa

Falir: Como reverter essa situação e salvar sua empresa

É quase impossível que o empreendedor não tenha medo de falir.

Afinal, se você resolve abrir uma empresa, é óbvio que espera que o seu projeto seja bem-sucedido. Falir não deveria ser uma opção.

Antes que você me pergunte, é possível salvar uma empresa que esteja vivenciando essa situação. Não falir e dar a volta por cima é uma alternativa para qualquer empreendedor que pense estrategicamente e realize um bom trabalho.

Dito isso, vamos esclarecer que declarar falência é o que empresas fazem quando não conseguem gerar faturamento para arcar com suas obrigações. Nesses casos, as dívidas crescem muito rápido, e gerar receita torna-se uma missão quase impossível.

O que muitas pessoas não sabem, no entanto, é que para assumir essa posição, o empreendedor ou credor, precisa entrar com um pedido.

Nesses casos, você pode vivenciar duas situações diferentes.

Na primeira delas, seu negócio deve parar de operar, e aí vender ativos para assim pagar dívidas existentes.

Já no segundo caso, por outro lado, sua empresa até pode continuar funcionando, porém terá apenas 180 dias para conseguir se recuperar.

O texto de hoje é direcionado a empresas que ainda não declararam falência, mas que estão enfrentando grandes dificuldades financeiras.

Descubra a seguir o que fazer diante desse cenário.

O que fazer quando seu negócio está próximo de falir

Antes de tudo, preciso te avisar que pode demorar um pouco para que sua empresa saia do vermelho.

Não será nada fácil, mas as possibilidades de dar certo existem.

Dessa maneira, a primeira coisa que você deve fazer sem demora é se organizar financeiramente.

Você pode estar se perguntando como, correto?

Algumas das medidas que eu sempre indico para a turma são:

  • Priorizar o que for essencial
  • Cortar custos desnecessários
  • Antecipar recebíveis
  • Elevar o número de vendas à vista

Ter uma boa organização financeira é o que vai te ajudar a encontrar o motivo pelo qual você está perdendo dinheiro.

Se servir de ajuda, as maiores razões que levam empresas a perderem dinheiro são:

  • Não ter um fluxo de caixa controlado
  • Negociar errado com os fornecedores
  • Acumular dívidas com bancos
  • Precificar errado

Dessa maneira, no momento em que estiver avaliando se você está passando por algumas dessas situações, procure entender seus lucros.

Ou seja, saiba exatamente o quanto sua empresa está vendendo, o que mais está vendendo e o que está gerando prejuízo.

Quando tiver esses dados, elimine as mercadorias que não vendem, e que por causa disso, acabam trazendo prejuízo.

Mas calma…

Você não pode simplesmente cortar custos.

Antes de fazer isso, é muito importante saber o que é essencial para que o negócio continue produzindo.

Matéria-prima, fornecedores, energia elétrica, internet…

Todos esses fatores são importantes para a máquina continuar girando, certo?

Ou seja, devem ser prioridade, antes mesmo que as dívidas.

Sim, elas devem ser pagas, mas não agora.

Na hora de decidir o que pode ser cortado, pense, por exemplo, no seu pró-labore e nos bônus dos colaboradores.

Essas medidas não podem ser vistas como sendo definitivas, e informar isso ao seu time é tarefa sua.

Seja transparente, e jogue limpo com as pessoas que trabalham com você.

Além disso, outra boa alternativa é adiantar o que você tem a receber com as vendas feitas por cartão e boleto, que geralmente demoram mais a cair no caixa.

Apesar da taxa que você precisará pagar para conseguir, ter caixa para negociar com fornecedores é muito importante.
Ademais, pensar no futuro e planejar meios para que ele exista, também são medidas necessárias.

Você também pode aportar no mercado financeiro, ou vender bens que a sua empresa possua para pagar as suas dívidas.

Assim, será mais difícil falir.

Não esqueça que você sempre pode contar com a nossa equipe para melhorar a sua empresa.

Até mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *