Estoque de segurança: Conceito e formas de fazer

Estoque de segurança: Conceito e formas de fazer

Você sabia que uma excelente forma para melhorar as vendas da sua empresa é criando e administrando bem seu estoque de segurança?

Não? Tudo bem… Hoje falaremos sobre o significado do estoque de segurança e como você pode fazer o seu na sua organização.

Então para começar, vamos esclarecer que o estoque de segurança é a prática de manter o estoque completo para fugir de situações em que faltem produtos quando existe muita demanda.

Como você deve imaginar, não ter os produtos certos a postos no momento certo, isto é, quando o consumidor precisa, pode atrapalhar demais o seu faturamento.

Afinal, você deixa de vender.

É justamente por isso que entender como calcular quanto precisa ser estocado vai te proteger de passar por situações como essa.

Quando falamos de varejo, é fundamental ter em estoque todas as mercadorias que o consumidor possa querer, por exemplo.

Porém, quando o assunto está relacionado ao mercado industrial, sua empresa deve possuir toda a matéria-prima necessária para que a produção não pare.

Se seu negócio estiver no setor de e-commerce, por outro lado, é preciso ter estoque de emergência, sobretudo nos períodos do ano em que as pessoas mais compram, como Natal, dia das mães e dia dos namorados.

De antemão, saiba que administrar bem um estoque quer dizer que você precisará cumprir seus prazos, para assim conquistar e manter a confiança dos seus clientes, e aumentar a sua credibilidade.

Além disso, esteja certo que a boa gerência dessas partes da empresa mantém o fluxo de receita, o que eleva o seu faturamento.

Quais são as maiores vantagens de contar com um estoque de segurança?

De forma geral, implementar essa estratégia vai te ajudar a cumprir os seus prazos de entrega sem que os seus produtos e serviços percam qualidade por isso.

Ou seja, clientes mais satisfeitos.

Ademais, seu fluxo de produção também será mantido (fator essencial para qualquer empresa).

Fora isso, acredite, irá evitar custos adicionais que se fazem necessários nos momentos em que um bom planejamento não é feito, como funcionários temporários.

Mas para que tudo aconteça de maneira coesa e rentável, você precisa ter alguns cuidados:

  • Diminua seus gastos com a armazenagem dos produtos. Faça isso calculando exatamente o que precisa.
  • Não acumule muito o que as pessoas só compram em épocas específicas.

E não esqueça que se estiver fazendo alguma coisa errada, vão aparecer sinais.

Não ignore esses indicadores.

Assim, se existirem muitos produtos faltando ou sobrando, ligue um alerta e reveja a estratégia.

Como fazer o meu?

Em síntese, você precisa ter todo seu histórico de vendas para conseguir avaliar qual a quantidade de produtos necessária para ter estocados.

Só assim irá conseguir prever o comportamento do seu consumidor em cada período do ano, e finalmente achar um equilíbrio entre a quantidade de produtos estocados, e o que é vendido de fato.

Em segundo lugar, precisa calcular quanto em média terá de demanda.

Para tanto, relacione o período que os produtos levam para ser entregues pelos fornecedores, e posteriormente vendidos.

Sob o mesmo ponto de vista, também é importante estabelecer um sistema de reposição eficiente.

A saber, isso tudo será mais simples se você tiver fornecedores confiáveis, que entregam tudo que se comprometem com eficácia e qualidade.

Tomara que você tenha gostado de entender melhor como funciona um estoque de segurança.

Conte sempre conosco!

Até mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *