Empresa familiar: Um desafio para a gestão

Empresa familiar: Um desafio para a gestão

Empreender e fazer a gestão de um negócio é um grande desafio como você já sabe. Contudo, os obstáculos são ainda maiores quando falamos de uma empresa familiar.

A saber, o tema relativo a empresa familiar vem sendo discutido em diversos aspectos, já que apresenta vantagens e desvantagens importantes.

Em primeiro lugar, saiba que uma empresa familiar nada mais é que um negócio em que os diretores/as, funcionários/as, e/ou sócios são os principais donos do negócio.

Ademais, essas fortes relações familiares podem gerar conflitos ou alavancar os resultados, já que é um grupo que tem bastante intimidade, no qual as pessoas compartilham muitos interesses comum.

Empresa familiar: possíveis modelos

Só para você saber, é possível encontrar diferentes tipos de empresas familiares, no entanto cada uma tem suas características.

Segue abaixo os tipos:

  1. Familiar híbrida: Nesse modelo o controle é da família, porém o capital é aberto, e existe a presença de gestores profissionais em cargos de direção.
  2. Familiar tradicional: O modelo mais comum com capital fechado, e com o controle administrativo-financeiro da família.
  3. Trabalho Familiar: Os membros da gestão da empresa são da família, e toda a família é incentivada a trabalhar na empresa.
  4. Administração familiar: Parecido com o modelo tradicional, porém os membros da família que participam da gestão sobre a empresa são capacitados para isso.
  5. Influência familiar ou de investimento: Nesse caso, a maior parte do controle das ações é de outros, porém a família possui o controle estratégico da empresa. Em suma, os membros da família têm o controle da empresa, porém não necessariamente participam da administração da empresa.

Dessa maneira, entendendo os conceitos acima, é possível observar que os modelos mais tradicionais possuem as relações familiares mais próximas e envolvidas na gestão da empresa.

Sem dúvidas, esses pontos são importantes e à medida que o tempo passa, as empresas podem ir mudando e aprimorando seus modelos de gestão.

Ademais, independentemente do tipo de empresa, busque resultados sólidos, transparência na gestão e um bom clima organizacional.

Principais pontos de atenção

Decerto que um dos fatos importantes é que esses tipos de relações precisam ser conduzidos de maneira sensata, e os desafios de gestão se tornam ainda maiores.

Além disso, os fortes laços emocionais entre os membros da família e a convivência podem gerar desgastes, competição e até divisão.

Entre os destaques para se atentar nesse tipo de empresa, seguem abaixo alguns itens:

  • Definir bem os papéis e as lideranças
  • Formular políticas de remuneração e benefícios
  • Controlar os custos e despesas do negócio
  • Planejar a sucessão da empresa
  • Gestão de conflitos internos
  • Ética e comprometimento

Inegavelmente, esses destaques demonstram o quanto é necessário dividir bem os papéis e resultados da empresa para uma boa gestão dos recursos.

É necessário separar o que faz parte das relações emotivas e familiares e o que faz parte dos compromissos profissionais e da sustentabilidade da empresa.

Vale destacar que nem tudo são desafios, se há sinergia nos valores e confiança mútua, a dedicação e envolvimento com a empresa podem trazer resultados surpreendentes também.

Existem diversos casos de empresas familiares que deram certo e se perpetuaram no tempo, como é o caso da Walmart e Volkswagen.

O fundamento central não é necessariamente se a empresa é ou não familiar, mas se existem valores, boas ideias e comprometimento com o negócio.

Se você tem uma empresa familiar, não deixe de se preparar para os desafios, e vá em frente nessa missão.

Conte conosco para vencer seus desafios.

Até mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *