Educação brasileira: crise que pode ser solucionada

Educação brasileira: crise que pode ser solucionada

Desde já, é bom deixar claro que enfrentamos atualmente uma grave crise na educação brasileira.

Acredito que você já tenha escutado muitas vezes que é esse o problema do Brasil, certo?

Apesar disso, a grande questão é que nem todos percebem que para resolver esse problema é preciso muito mais que construir escolas.

Diante disso, é urgente e primordial melhorar o método de aprendizagem.

Mudanças necessárias no sistema de educação brasileira

Para começar, é preciso que os professores, ou grande parte deles, mudem a forma que transmitem o conteúdo aos alunos.

Não entendeu? eu te explico:

Constantemente, tanto no contexto em que vivemos, como antigamente, muitos professores e mestres sempre foram instruídos a ensinar a seus alunos o que eles aprenderam apenas na teoria.

É claro que sempre existem exceções.

Finalmente, mesmo sendo o que sempre aconteceu, sabemos hoje que isso não funciona efetivamente.

Nesse contexto, a sala de aula precisa ser um laboratório da vida real, em que os alunos possam participar ativamente da construção do conhecimento.

Assim como inserir o ensino prático na formação dos nossos alunos é uma tarefa necessária, pois dessa maneira, eles se tornarão profissionais mais completos e preparados para o mundo tal como ele é.

Um professor 2.0

Diante desse quadro revolucionário que a educação brasileira precisa passar, os professores deixariam de ser as figuras que dominam todo o conhecimento, e passariam a ter um papel colaborativo.

Em síntese, eles ajudariam os alunos na construção ativa das suas próprias jornadas.

É completamente diferente.

Deu para perceber?

Dentro de seu tempo, e mais atual do que nunca, Hannah Arendt escreveu um texto sobre a crise na educação.

Nessas circunstâncias, a obra é perfeitamente aplicável ao caso da educação brasileira, e eu já vou te dizer a razão.

De acordo com o relatado, a crise que sempre paira sobre o mundo em que vivemos, tem como uma de suas causas a educação precária imposta aos países.

Falta de people skills na carga horária

Você já teve alguma aula na escola sobre inteligência emocional?

Seus professores já te ensinaram como desenvolver a sua disciplina e concentração, ou até autoconhecimento?

Não? Nunca?!

É…

Bem como você deva imaginar, essa é uma realidade da educação brasileira.

Assim, somos privados de conhecer e aprimorar essas habilidades que precisaremos durante toda a vida.

Em suma, people skills são habilidades humanas que todos podem desenvolver, como criatividade e resiliência.

Igualmente, muitas pessoas conhecem esse termo como soft skills, mas isso é matéria para outro texto. 😉

Elas seriam muito úteis se integradas ao quadro de matérias da educação brasileira, com certeza.

Esse artigo te ajudou? Então compartilhe com alguém que você acha que vai gostar também.

No instagram @alemdafacul estamos sempre compartilhando conteúdo sobre people skills, liderança, e empreendedorismo.

Conte conosco sempre conosco para vencer seus desafios!

Até mais.

Deixe seu comentário