Desvio de função: conceito e consequências

Desvio de função: conceito e consequências

Muitas vezes você pode desempenhar várias funções pensando nos benefícios que isso vai trazer a equipe. No entanto, não esqueça que o desvio de função pode influenciar tanto o seu desempenho, como o dos outros.

Assim, tenha cuidado ao tratar o desvio de função porque existem alguns problemas associados ao tema.

E para que o tema fique claro para você, anote:  o desvio de função é a realização de outras funções que não foram previamente acordadas.

Mas o que isso significa?

De antemão, entenda que uma função no ambiente profissional engloba um grupo de responsabilidades, direitos e deveres que estão associados a um profissional.

Nesse sentido, isso quer dizer que quando um acordo é definido, são estabelecidas algumas funções e atribuições que devem ser seguidas de acordo com a legislação vigente.

Ou seja, saiba que no momento em que você não está realizando as funções que foram estabelecidas no início, é provável que você esteja desviando as suas atividades da função acordada.

Por isso, seja qual for seu serviço, seja transparente desde o começo.

E como fazer isso?

  • Você deve especificar as funções que precisam ser desempenhadas
  • Seus direitos e deveres
  • Quais são as bonificações
  • Legislações vigentes

Se isso acontecer, não vão surgir desentendimentos entre você e aqueles que trabalham ao seu lado.

Quais os motivos que levam ao desvio de função?

No dia a dia, às vezes precisamos fazer outras coisas.

Afinal, várias demandas diferentes podem surgir.

Para exemplificar, pense em um profissional multitarefas responsável por gerir diversas áreas de uma empresa.

Nesse cenário, mesmo que ele assine um contrato previamente, sua função é técnica na área de vendas.

Então pode ser necessário, dependendo da demanda, que ele participe de processos produtivos.

A saber, é interessante pontuar que em necessidades pontuais, se existir consentimento entre as partes, não existe problema em fazer algo diferente.

Nesses casos não há desvio de função, pois a realização de uma outra atividade estava relacionada a sua função inicial.

E você? Foi contratado para uma função, mas exerce outra?

Decerto que esse caso é uma clara violação dos termos previamente acordados.

Além disso, essa situação ocasiona impactos diretos nos direitos e deveres associados a ambas as partes.

Os direitos e os deveres associados às funções

No momento em que você for contratado para um cargo, mas acaba exercendo uma função diferente, pode ser que o seu contrato esteja sendo desrespeitado.

Segundo a lei, para que esse problema aconteça, é necessário que uma das partes esteja realizando uma atividade totalmente desconexa daquilo pelo qual foi contratada.

É o caso de você ser contratado para trabalhar no setor administrativo, mas está trabalhando na linha de montagem de portas para carro.

Em síntese, seu registro de contrato diz A, e a prática diz B.

E se falando de direitos e deveres, é claro que todos os envolvidos têm o dever de cumprir com sua palavra, e o direito de receber aquilo que foi previamente acordado.

Da mesma forma, o direito do contratado é receber sua remuneração de acordo com o contrato.

Sendo assim, quando o acordo não é respeitado, problemas judiciais podem acabar surgindo.

Dessa maneira, para evitar maiores problemas, especifique de forma clara quais as responsabilidades de todos, inclusive as suas.

Por fim, esperamos que você tenha entendido um pouco mais sobre o desvio de função, assim como os impactos causados pela prática.

E não se esqueça, estamos sempre por aqui para te ajudar a se desenvolver.

Até mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *