Como criar equipes de alta performance

Veja 10 dicas para formar equipes de trabalho integradas, harmônicas e capazes de atingir os melhores resultados.

Empresas são grupos de pessoas que juntam esforços para atingir um objetivo em comum. E, para que uma empresa tenha bons resultados, é essencial que os sócios e líderes olhem com atenção para a composição das equipes. 

Para começar, você sabe como identificar uma equipe de alta performance? Procure pelas seguintes características:

  • a equipe atinge resultados e metas;
  • os profissionais trabalham de forma harmônica e colaborativa;
  • o time é capaz de identificar os próprios problemas e buscar por soluções (capacidade de auto-organização);
  • os colaboradores são comprometidos com os objetivos da equipe e com os colegas de trabalho;
  • a equipe é capaz de inovar.

Quer saber como criar times de alto rendimento no seu negócio? Aqui estão 10 dicas:

Créditos: Envato / Maxxyustas

1. Dê o máximo de atenção ao processo de recrutamento

Planeje muito bem os processos de contratação de pessoas. É preciso ter clareza sobre o perfil do profissional buscado e conduzir um processo seletivo coerente com esses requisitos.

2. Invista em diversidade

Este tópico tem tudo a ver com o anterior. Equipes altamente produtivas costumam ser formadas por profissionais com características e habilidades que se complementam. 

Dessa forma, o grupo terá mais ferramentas para lidar com diferentes tarefas de forma colaborativa.

Tenha isso em mente ao abrir novos processos de seleção e recrutamento.

3. Dê autonomia aos times e profissionais

No dia a dia, é preciso que os colaboradores tomem decisões pelo bem da organização. Para que isso aconteça da melhor maneira possível, o ideal é que a empresa tenha uma cultura aberta e democrática, em que os funcionários tenham acesso a informações e se sintam confortáveis para agir de forma autônoma.

4. Incentive a unidade e a colaboração

Equipes unidas, integradas e colaborativas tomam decisões melhores e costumam encontrar, de forma autônoma, a melhor forma de conduzir os processos de trabalho. Para isso, é fundamental que haja harmonia entre os profissionais que trabalham juntos.

Incentivar a competitividade entre colegas não é uma boa ideia. Em cenários de acirrada disputa profissional, podem surgir conflitos e atitudes de retenção de dados e informações.

Crédito: geralt/Pixabay

5. Estabeleça prioridades e objetivos claros

Equipes de alta performance são bem orientadas em relação ao que é preciso fazer e quais metas devem ser atingidas. Assim, cada colaborador saberá como caminhar ao lado de seus colegas e quais resultados ele precisará apresentar.

Outro ponto importante: crie um ambiente aberto para os colaboradores possam tirar eventuais dúvidas com seus líderes.

6. Incentive o compartilhamento de experiências e ideias

O cenário ideal é aquele em que os profissionais conseguem trocar conhecimentos, experiências e ideias de forma espontânea e contínua, mas é sempre possível dar um “empurrãozinho”. Aqui estão algumas ideias:

  • criar encontros mensais para apresentação de resultados e aprendizados;
  • incentivar as equipes a terem reuniões próprias para trocas de informações e apresentação de novas ideias;
  • criar canais de sugestões e manuais colaborativos de boas práticas, de forma que processos que não dão mais resultado (ou que talvez até prejudiquem o trabalho) possam ser repensados e substituídos por práticas que façam mais sentido.

7. Cuide da comunicação e dê feedback

Toda equipe de alto rendimento tem canais e meios de comunicação claros e objetivos. Em termos de produtividade e avaliação de resultados, o feedback é uma ferramenta importantíssima: quando ele é bem feito, ajuda o colaborador a se desenvolver e acaba com “ruídos” na comunicação.

Créditos: twenty20photos / Envato

8. Dê oportunidades de capacitação e desenvolvimento

Oferecer cursos e treinamentos é importante para estimular o desenvolvimento contínuo dos colaboradores. Outra estratégia válida é manter um canal aberto para que as equipes informem que tipos de cursos e qualificações elas consideram importantes para o próprio desenvolvimento.

9. Recompense as pessoas pelo bom trabalho

Bons resultados e trabalhos bem feitos precisam ser reconhecidos. Gratificações e recompensas para toda a equipe tendem a reforçar o espírito de colaboração. 

Já em termos individuais, é preciso saber qual o melhor tipo de recompensa para cada perfil profissional. Diversificar os tipos de gratificações também é importante. Após muitos elogios, é natural que um bom profissional espere uma recompensa mais concreta, como um bônus ou aumento salarial.

10. Invista em lideranças autênticas

Colocar as pessoas certas em posições de liderança é fundamental para manter as equipes alinhadas e estimular a alta performance. Um bom líder é aquele que se enxerga como parte do time, e não em uma posição acima dele. 

E só existe liderança de fato quando quem exerce esse papel é reconhecido, admirado e respeitado pela equipe – lideranças impostas por um esquema rígido de hierarquia normalmente têm prazo de validade ou não contribuem para que o resultado seja o melhor possível.

Aproveite e veja o que diz o técnico e mentor do Além da Facul, Bernardinho sobre como ser um bom líder aqui.

Por Flávia Siqueira

Deixe seu comentário