Branding e branding pessoal- o importante para sua marca

Você já escutou falar em branding? E em branding pessoal?

Ter uma marca pessoal está super em alta hoje em dia, principalmente entre pessoas que trabalham com redes sociais.

Portanto, neste texto, pretendo te explicar de forma simples o que é branding, branding pessoal e o que esses conceitos têm a ver com você.

Primeiramente, como te disse que faria, vamos aos conceitos.

Branding e branding pessoal de forma simples.

Branding significa nada mais que a criação e gestão de uma marca.

Similarmente, branding pessoal também é uma gestão de marca, só que a marca é uma pessoa.

Analogamente, essa marca pode ser você.

É isso mesmo que você leu.

Todos nós, inclusive você, já somos marcas.

Você por acaso tem algum cuidado ou zelo pela sua reputação?

Toma cuidado com o que posta nas redes sociais e grupos de mensagens?

Imagino que sim.

Afinal, sempre existe alguma coisa que podemos mudar ou melhorar, certo?

Igualmente, a preocupação de gestores com suas marcas e empresas é exatamente essa.

Primordialmente, o branding pessoal se originou do branding.

Dessa maneira, o branding pessoal tem o objetivo de possibilitar um canal efetivo de comunicação entre você e o seu público.

Em outras palavras, existe aquilo que você é, também há o que você quer comunicar para as pessoas, e existe o que elas interpretam.

Em síntese, o principal papel do branding pessoal é que as pessoas interpretem o que você quer comunicar.

E só para você saber, absolutamente tudo comunica algo.

Desde os lugares que você frequenta, ao  tipo de linguagem que você utiliza.

O que levar em conta para formar o seu branding pessoal?

Inegavelmente, existem alguns pontos que você deveria observar no processo de construção da sua marca pessoal, tais como:

    1. Aparência
    2. Conteúdo
    3. Identidade visual

Porém, antes disso, é primordial perceber um outro ponto que muita gente negligencia.

Primordialmente, então, se conheça e busque sempre se conhecer.

Em primeiro lugar, como é que você vai saber a imagem que você quer transmitir, se você não se conhece?

Ninguém além de você deveria ser mais capaz de dizer o que você mais gosta, o que acredita, quais são os seus posicionamentos, etc.

Então, esteja atento aos sinais que quer transmitir, pois isso é essencial para sem bem-sucedido na formação e gerenciamento da sua marca pessoal.

Depois que encontrar essas respostas você pode passar para segunda fase na formação da sua marca.

Todavia, não se esqueça que esse é um processo que leva tempo e exige consistência.

Além de ser pautado na verdade: algumas características serão mais enfatizadas do que outras, mas todas fazem parte de você.

Rede social

As redes sociais são veículos em que é possível trabalhar com branding pessoal.

Todos nós, inclusive você, possuímos uma identidade digital.

Lembre-se, a rede social é algo a se pensar depois de consolidar a sua marca pessoal, antes, contudo, é importante pensar em todos os processos anteriores descritos acima.

Esperamos que tenha gostado! Conte sempre conosco para atingir seus objetivos.

Alvaro Schocair

Álvaro possui vasta experiência em negócios e mercado financeiro, já tendo participado de 4 IPOs. É fundador da Quebec Impact Assets e da Link School of Business, onde atua também como professor, e sócio do Além da Facul.

Deixe seu comentário