Ação de cobrança: Como cobrar dívidas na justiça

Ação de cobrança: Como cobrar dívidas na justiça

Como todo mundo sabe, a inadimplência é algo que só cresce nos nossos dias, e para não ter muitos prejuízos, pode ser válido realizar uma ação de cobrança.

A saber, em alguns momentos, cobrar em juízo é o único jeito para muitos empreendedores. Afinal, através da ação de cobrança, você tem mais chances de conseguir receber o dinheiro que emprestou a alguém.

O grande problema, é que muita gente não entende como uma ação de cobrança funciona, e isso acaba atrapalhando o ganho de causa dessas pessoas.

Dessa maneira, é bom preparar o bloco de notas para anotar nossas dicas, e assim entender os principais pontos desses processos.

Para começar, veja como entrar com esse tipo de ação na justiça.

Quero entrar com uma ação de cobrança de dívida, e agora?

Antes de qualquer coisa, você precisa estar por dentro dos prazos de cobrança.

Digo isso porque esses períodos podem ser mudados de cinco a dez anos.

Então, antes de ingressar em um processo como esse, confirme os prazos.

Depois de fazer isso,  é bom lembrar da máxima: é sempre melhor realizar a cobrança de uma maneira amigável.

Nesse sentido, é possível fazer lembretes da dívida, e-mails de cobrança, e até cartas.

Agora se você já tentou de tudo e não obteve resposta alguma, é chegado o momento de entrar na justiça, com um processo de cobrança.

Não esqueça que existem tipos diferentes de dívidas.

A seguir, você pode conferir alguns exemplos:

  • Execução de Título Extrajudicial
  • Ação de Cobrança Comum
  • Ação Monitória

Diante disso, se a sua situação envolver débitos em títulos de créditos, a primeira alternativa é a abordagem mais indicada, uma vez que esse é um procedimento menos complexo e mais ágil.

Agora, se você possuir somente notas fiscais para comprovar que alguém está devendo dinheiro a sua empresa, talvez a segunda opção seja a escolha certa para você.

Nessas circunstâncias, o juiz vai ter que investigar a origem da dívida.

Além da sua legalidade, claro.

No entanto, se você tem como prova duplicatas que já ultrapassaram o período de validade em três anos, muito provavelmente o último tipo de ação seja a opção mais indicada.

O que eu preciso para cobrar uma dívida na justiça?

Depois dos procedimentos iniciais em que você precisa observar em qual categoria se enquadra o seu problema, chega a hora de reunir os documentos necessários para dar continuidade ao processo.

Você sabe quais são eles?

Não? Então não perde tempo e anota aí:

  • Endereço e nome completo da pessoa ou empresa devedora.
  • Dados do débito, como as datas de vencimento.
  • Valor integral da dívida(já acrescido dos juros).
  • Provas de que a dívida existe, tais como o contrato e notas promissórias.
  • Algo que mostre que você já tentou negociar de maneira amigável.

Por fim, eu espero que as dicas sobre a ação de cobrança tenham te ajudado.

Não esquece que se tiver qualquer dúvida, pode contar com todos nós.

Até breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *